BH recebe o primeiro bar de 'direita' do Brasil: O DESTRO

segunda-feira, abril 22, 2019

Empresários investem em menu diversificado, entretenimento, cerveja exclusiva artesanal, loja de souvenir e bom-humor a favor da liberdade de manifestação de ideias, lançando o slogan "Não contém mimimi"

A capital mundial dos botecos recebeu o primeiro bar de direita do Brasil, O Destro Bar, no Sion (Rua Pium-Í, 787), que aposta em menu diversificado, criado pelo chef Rafael Avelar, com passagem pelo bistrô Benvindo, ampla carta de drinks e cervejas, além da genuína artesanal Destra, entretenimento, loja de souvenir e muita criatividade e bom-humor em prol da liberdade de manifestação de ideias.


Confira:
Fruto da inspiração dos sócios e amigos Daniel Laender, Guilherme Laender, Gustavo Lopes e José Neto, o bar conceito traz o slogan "não contém mimimi" e conta com três ambientes assinados pela decoradora Patrícia Carneiro: lounge, restaurante e esporte bar com telão. A concepção do Destro foi baseada nos princípios do liberalismo e do conservadorismo: liberdade de ideias, incentivo ao progresso, intervenção estatal mínima e crescimento econômico. A partir daí, formataram o projeto arquitetônico, o cardápio, as atrações e programações culturais e de entretenimento.
A casa funciona de terça a domingo, com dias temáticos que prometem agradar o gosto e bolso do freguês. "A terça-feira é dedicada ao dia do imposto com vários produtos isentos de tributação, como cervejas e alguns petiscos, com descontos de até 60%. Às quartas, nas noites de rodadas de futebol o cliente pode até xingar a mãe do juiz", brinca Daniel Laender. Para as quintas-feiras DJs convidados vão criar a atmosfera cool de lounge music e aos sábados músicos vão se apresentar ao vivo. "Aos domingos, o restaurante/piano bar terá clássicos de Frank Sinatra a Elvis Presley executados em um piano da década de 50, e estamos preparados para o almoço de família", complementa. Há ainda um ambiente cultural com livraria, preparado para eventos e reuniões corporativas.


O cardápio conta com mais de 40 pratos e petiscos contemporâneos da culinária mundial e alguns inspirados na cozinha mineira e recheados de referências temáticas. Destaque, inclusive, para as "coxinhas". São oito sabores com massas, recheios e molhos diferenciados, que vão da inusitada coxinha de frango sem massa até a versão de pernil empanada com torresmo. Para beber, drinks criados pelo mixologista Filipe Brasil, um dos mais conceituados da cidade, que criou uma variedade de opções exclusivas para a temática da casa. Por fim, uma ampla carta de vinhos, chopes, variados rótulos de cervejas e a exclusiva "Destra", nas versões Summer Ale e IPA, produzidas pelo cervejeiro Cleber Paiva.

O conceito do Destro Bar é reforçado também no projeto visual com imagens e frases de figuras icônicas da história mundial que marcaram sua posição liberal ou conservadora. Vão dividir espaço nas paredes Martin Luther King Jr, Tom Jobim, Milton Friedman, Tiradentes, Dom Pedro II, Frank Sinatra, Adam Smith, John Locke, Barão de Mauá, Olavo de Carvalho, Thomas Jefferson, Ronald Reagan, Winston Churchill e Margaret Thatcher. "Nossa ideia é oferecer comida e bebida de boa qualidade em lugar que tenha uma aura diferente, livre e bem-humorada! Não queremos ser um bar restritivo, muito pelo contrário, prezamos pela liberdade de opinião. Queremos ser um bom lugar para que amigos possam se divertir e conversar sobre qualquer assunto", resume Laender.


CARDÁPIO COM PREÇOS:



Leia também